Entrevista com a autora Paula R. Cardoso Bruno


Hoje a entrevista é com a talentosíssima Paula R. Cardoso Bruno, a autora carioca fez parte da primeira edição da Sevai. Ela publica seus livros de forma independente desde 2011. Apesar de romancista, a autora também tem livros policiais, infantis e fantasias. Atualmente a autora tem mais de 40 títulos disponíveis em e-book na plataforma Amazon, e 4 na Loja do Autor Independente.


Quem é a autora Paula R. Cardoso Bruno? O que podemos esperar em suas histórias?

Apenas uma mulher que gosta de passar para as suas histórias um pouco da realidade com finais felizes, mesmo nos dramas.


Qual foi a sua maior inspiração no começo da escrita?

Particularmente a minha inspiração vem de sonhos e são por causa deles que escrevo. Sinto a necessidade de colocar aquelas cenas que somente eu vejo, para que outras pessoas conheçam. No começo foi muito complicado chegar onde estou hoje com mais de 40 títulos. Na década de 2010 eu tinha uma história guardada, engavetada, mas não tinha coragem de apresentar a ninguém. Quem eu era no mar de autores? Mesmo assim mergulhei. Não houve uma inspiração física, como um autor famoso, mas uma oportunidade quando comecei a escrever fics e construí um público, ainda nos tempos do Orkut. Foi esse público que leu o meu primeiro livro, a minha primeira história.


Quando percebeu que escrever era o que mais te alegrava?

Quando comecei a receber mensagens das minhas leituras. Esse retorno me incentivou a escrever mais.


Qual cena mais te marcou em um livro?

O momento em que a Sara vê a notícia da queda do avião do Marcelo. Essa cena é de um livro meu, o Além do Precipício. Como essa história veio de um sonho, é muito intensa e sempre marcante para mim.


Se tivesse que escolher um livro pela capa, qual seria?

Pergunta difícil. Adoro a capa do livro físico do autor Patrick Sousa, o Mil vezes te amarei. Eu li e amei, combinou perfeitamente com a capa.


Se pudesse transformar um livro em filme, qual seria?

O meu livro Milícia. Daria o que falar.


Se você ficasse presa(o) numa ilha e pudesse escolher três livros, quais seriam?

“Além do precipício”, “Pantera. Acelerando os motores” e o “Linda”, todos meus. Sim, eu gosto de reler os meus livros.


Qual autor(a) independente você indicaria hoje sem pensar duas vezes?

Jadiael Viana.


Existe algum autor que todo mundo ama e você não?

Dan Brown.


Como você acha que serão os livros do futuro?

Acredito que, por mais que os digitais estejam ganhando espaço, os livros físicos ainda permanecerão sendo produzidos, talvez em menor escala, mas nunca perderão o seu charme.


Tem algum livro que você pensa “poxa, gostaria de ter escrito”?

Sim, Morro dos Ventos Uivantes.


Capitu, traiu ou não traiu?

Essa é a pergunta de ouro que ainda me faço.


Qual o seu clássico favorito?

Orgulho e preconceito.


Qual a sua expectativa para a Sevai 2021?

Mais momentos de interação com outros autores, adquirindo mais experiência. Vender mais livros é consequência, não objetivo.


Você pode acompanhar o trabalho de Paula em seu Instagram e encontrar seus livros na Amazon.



21 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo