Entrevista com a autora Milta Garcia


A autora Milta Garcia é natural de São Gonçalo, no Rio de Janeiro. Escritora de poesias

e contos. Em 2018 escreveu o livro "As várias faces do Ego", relançado em 2020. Atualmente escreve "A filha da sombra". Descubra mais sobre ela na entrevista abaixo.


O que podemos esperar em suas histórias?

Um encontro com o próprio eu e com as dificuldades dos nossos semelhantes. Uma

busca por caminhos altruístas e despertamento social. Meu livro traz a história de pessoas envolvidas com alguns tipos de drogas, suas dependências e aporte aos familiares. Também alguns relacionamentos abusivos. A ideia central é dar caminhos para a formação de uma família saudável e feliz!


Qual foi a sua maior inspiração no começo da escrita?

Me inspirei na década de 80, onde alguns títulos, cores e drogas chegaram com força no Brasil e como a juventude lidou e ainda lida com isso.


Quando percebeu que escrever era o que mais te alegrava?

Desde nova, quando comecei esboçar alguns versos com 8 anos. Quando em 2004 passei escrever poesias na rua, no ônibus vindo do trabalho e nos bares. Então tive a oportunidade de publicar independentemente, o meu primeiro livro "Novos Sentimentos". Quando perdi minha filha de 18 anos para um câncer voltei a escrever como forma de terapia e em 2012 nasceu o livro "Diretrizes". Em 2018 me desafiei escrever um romance. Comecei escrevê-lo às 20 hs e terminei às 6 da manhã, sem intervalo. Pedi para uma amiga de infância, Mara, para ler e opinar, ela incentivou e fui aprimorando ele. Esse livro passou por um novo aprimoramento em 2020, lançado no FLISGO e agora coloquei em e book na Amazon e Uiclap.


Se você ficasse presa(o) numa ilha e pudesse escolher três livros, quais seriam?

Qualquer título de Mário Quintana, Cecília Meirelles, Sidney Sheldon e o meu próprio.


Para você, qual o maior casal na literatura?

Zélia Gatai e Jorge Amado. Mas, se a pergunta é sobre personagens, opto por Romeu e Julieta.


Qual cena mais te marcou em um livro?

A morte de Will quando ele tinha resolvido apostar na vida, em "As várias faces do Ego".


Qual foi o livro que marcou seu 2020?

Homens, dinheiro e chocolate de Menna Van Praag, traduzido por Michele Gerhard MacCulloch.


Já deixou de ler por preconceito com algum gênero?

Não, sou bem eclética e procuro ler de tudo mesmo que ache fútil ou desagradável.


Qual o maior perrengue que passou sendo uma autora independente?

Não ter dinheiro de passagem para ir entregar um livro que vendi. Fui a pé e andei muito para de lá receber e voltar para a casa com o dinheiro da venda.


Qual série de livros você gostaria de poder ver na tv?

Sem falsa modéstia, o meu daria um filme e eu ampliaria para uma série tranquilamente.


Qual autor(a) independente você indicaria hoje sem pensar duas vezes?

André Santana, um crítico social com textos muito pertinentes e histórias bem redigidas.


Capitu, traiu ou não traiu?

Com a beleza da moça seria fácil dissimular, mas o pré-julgamento não é coisa boa de se fazer. Então, fica a eterna dúvida.


Qual livro desperta memórias de sua infância? Por que?

"Éramos seis", foi o primeiro livro que li, ganhei do meu pai quando aprendi a ler. Mesmo sem compreender direito o contexto, ficava contando todos os dias quantos habitavam na minha casa. Sou a caçula de seis irmãos no total. Foi um livro que mexeu comigo.


Se pudesse juntar três personagens de histórias diferentes, quais seriam e qual o gênero desse livro? Não vale Frankenstein.

Gabriela com Capitu no século XX.


Qual é o seu coadjuvante favorito? E se ele fosse o protagonista, o que mudaria na história que faz parte?

Tenho uma personagem no meu livro "As várias faces do Ego", a Cândi, que a tornei protagonista no livro que estou escrevendo. Ela quase não é citada, mas virá com toda a sua bagagem em "Filha da sombra".


Qual a sua expectativa para a Sevai 2021?

Que seja divulgado o meu trabalho assim como dos outros colegas autores e que as pessoas leiam o meu livro, comentem, critiquem, para que eu cresça e me aprimore para as próximas obras. Inclusive amadurecendo para a outra que já estou escrevendo.


Você pode acompanhar o trabalho de Milta em seu Instagram e encontrar seus livros na Amazon.

17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo