Entrevista com a autora Crys Carvalho


Crys Carvalho é uma paraense apaixonada pelo mundo dos livros desde a infância. Fascinada por romances clichês, começou a escrever como um meio de viajar por universos criados por ela mesma e, por fim, decidiu compartilhar com algumas leitoras, que a receberam de braços abertos.

Tem várias obras publicadas, entre elas: Rally da vida; Incorruptíveis; Uma namorada para o papai; Escolhidos pelo amor e Ainda sou tão seu.

Com participações em antologias como: Apaixone-se (Editora Qualis) e Amores digitais (Ler Editorial). Confira abaixo sua entrevista para a Sevai.


Quem é Crys Carvalho? O que podemos esperar em suas histórias?

Sou uma devoradora de livros, mãe, sonhadora e que vive no mundo da lua. Minha escrita

fala sobre sentimentos, situações cotidianas e, em sua maioria, trazem uma mensagem de superação. Sempre procuro levar o leitor a refletir sobre os problemas da vida.


Qual foi a sua maior inspiração no começo da escrita?

Nicholas sparks, é uma das minhas maiores inspirações para começar a escrever.


Qual foi o livro que marcou seu 2020?

"A garota da Música" da Karina Heid.


Qual clichê não pode faltar de forma alguma em um romance?

Protagonistas que se odeiam, beijo na chuva, mocinha entendendo tudo errado.


Já criou expectativa com algum livro e se decepcionou?

Sim, "Êxtase" (série Fallen) achei o final horrível.


Você tem um guilty pleasure literário, ou não acredita que isso exista?

O meu é romance dark hahaha.


Qual o personagem mais engraçado que você já leu?

Babi de "Senhor tempestade" – Lucy Foster


Qual é o seu coadjuvante favorito? E se ele fosse o protagonista, o que mudaria na história que faz parte?

Ismael ("Não te darei meu coração" - Ariane Fonseca), mudaria tudo, pois ele ficaria com a mocinha


Tem algum livro que você pensa “poxa, gostaria de ter escrito”?

Todos da Julia Quinn (apesar de não escrever romances de época).


Como você convenceria alguém que não gosta de ler, a ler?

Eu começaria a contar a história que estou lendo, com toda a empolgação e não contaria o final, apenas para que a pessoa ficasse curiosa. (eu faço isso de verdade haha)


Como incluir pautas de identidade, antirracistas e sociais dentro de um romance?

De forma leve e sem impor fazendo com que o leitor se identifique aos poucos com os personagens sem julgá-los.


Qual o papel da literatura na formação de um cidadão?

Acho que exerce um papel importantíssimo, por através da literatura conseguimos discutir assuntos de forma lúdica que as vezes não conseguimos em outro meio.


Quando percebeu que escrever era o que mais te alegrava?

Quando as pessoas começaram a ler e gostar do que eu escrevia, percebi que era aquilo que queria fazer para minha vida.


Se você ficasse presa(o) numa ilha e pudesse escolher três livros, quais seriam?

No momento: "Infinito enquanto dure" – Ariane Fonseca / "Corte de névoa e fúria" – Sarah J. Maas / "O reverso da medalha" – Sidney Sheldon


Qual a sua expectativa para a Sevai 2021?

Me aproximar cada vez mais dos leitores e colegas de profissão.


Você pode acompanhar o trabalho de Crys em seu Instagram e encontrar seus livros na Amazon.


4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo